Logotipo da Dorinateca - Link para Home
Aumentar a fonte Diminuir a Fonte
Muda contraste.



Cadastrar-se | Esqueci a senha
Coleção Regionais
Autor: Comunicação, Priscila Saraiva
Data: 13/11/2017

Desde setembro mais de 3 mil instituições, bibliotecas, escolas e organizações sociais que atendem a pessoas com deficiência visual estão recebendo gratuitamente kits da Coleção Regionais – A cultura brasileira acessível a todos. A publicação é da Fundação Dorina e conta a história da cultura brasileira em livros acessíveis. Para acessar a coleção, procure uma instituição, escola ou biblioteca na sua região que tenha recebido a coleção.

Foram produzidos 63 mil livros em formatos acessíveis e interativos – braile, impressão em fonte ampliada e ilustrações, áudio e digital acessível Daisy – sobre a literatura, folclore, culinária, música e turismo brasileiros. Cada kit da Coleção Regionais é composto por 21 títulos de livros que contam a cultura de todo o Brasil. As publicações de culinária e folclore são em fonte ampliada e braile; as de literatura tem adaptação para versão em áudio de títulos de mercado; o de turismo foi disponibilizado em formato digital acessível Daisy; e os de música oferecem as informações em fonte ampliada e braile, além de partituras em braile.

“A concepção de deficiência deixou de ser algo como um infortúnio pessoal e está vinculada à diversidade humana, dentro de um contexto de sociedade inclusiva, onde todos têm o direito de usufruir dos bens produzidos pela comunidade. A cultura além de ser um bem produzido coletivamente é também o retrato de uma sociedade”, diz Ika Fleury, presidente do conselho curador da Fundação Dorina. “Assim, a Coleção Regionais tem por objetivo levar a diversidade cultural brasileira a seus cidadãos que demandam formas alternativas de leitura. Podemos afirmar que a coleção pode ser considerada a publicação mais completa sobre a diversidade brasileira, em formato acessível, particularmente para pessoas com deficiência visual, que poderão se reconhecer e relembrar suas raízes culturais, quer pelas expressões na cultura, na música, na literatura e em outras formas”, afirma.

Construção coletiva

A Coleção Regionais contou com a participação dos membros da Rede Nacional de Leitura Inclusiva, resultado de projeto incentivado pela Fundação Dorina, em vigor desde 2013. Mais de 300 organizações que constroem coletivamente ações de leitura em todas as regiões brasileiras foram colaboradores e indicaram personagens folclóricos, receitas típicas e músicas de suas regiões.

A Rede Nacional de Leitura Inclusiva é um projeto da Fundação Dorina tem um papel muito importante na disseminação de conhecimento e garantia do direito à leitura da pessoa com deficiência”, afirma Ana Paula Silva, coordenadora deste projeto. “Além de nortear sobre as demanda de cada região, que muito contribuíram para a construção do projeto, atuam como multiplicadoras locais, disseminam práticas de leitura inclusiva e sensibilizam a sociedade, e ampliam as oportunidades de leitura das pessoas com deficiência visual em todo o Brasil”.

Leitura inclusiva na prática

Além disso, como forma de estimular a leitura inclusiva, serão realizadas rodas de leitura em 20 municípios brasileiros com a utilização dos livros da Coleção Regionais, para que os profissionais da leitura e educação, além de bibliotecários e demais agentes da inclusão, participem das atividades, multipliquem seus conhecimentos e incentivem a leitura inclusiva. Com a Coleção Regionais será possível fazer uma homenagem à diversidade cultural brasileira e aos brasileiros com deficiência visual que terão em mãos livros que falam de seu entorno, além de proporcionar atividades educativas e integrativas das rodas de leitura inclusiva com os livros da coleção e a participação de pessoas com e sem deficiência.

“Cada roda de leitura é desenhada considerando a riqueza e diversidade local, com o apoio dos Grupos de Trabalho da Rede Nacional de Leitura Inclusiva, e proporcionará aos participantes uma rica experiência cultural e inclusiva, com livros para leitura sem barreiras à pessoa com deficiência visual, incentivando os presentes a serem promotores e disseminadores da inclusão”, explica Ana Paula Silva.

Criado e desenvolvido por Eduardo Perez e Pedro Milliet, Results Ltda. © Fundação Dorina Nowill para Cegos. 2015 - 2018 ||| Logotipo do DAISYLATINO.